segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Uma filmadora em lugar de um olho

Quando um cineasta sem a visão do olho direito resolve se unir a um engenheiro desempregado e mais um grupo de protéticos e inventores, o resultado é o Projeto Eyeborg. Rob Spence e Grammatis Kosta utilizam a biomedicina com arte e dão vida a um olho protético equipado com uma minúscula câmera de vídeo capaz de filmar e reproduzir.



O dispositivo tem cerca de 1,5 milímetros quadrados e capta tudo através de um transmissor de rádio do tamanho da ponta de um lápis que, por sua vez, são enviados a um gravados acoplado em uma mochila. Uma bateria de lítio se encaixa na prótese, garantindo seu funcionamento.

O Projeto Eyeborg foi anunciado no final de 2008 e, atualmente, vem progredindo através de mecanismos mais modernos.

Abaixo é possível assistir ao filme documentário sobre o Projeto




Um comentário:

  1. Que projeto lindo e que irá beneficiar muitas pessoas.
    Abraços

    ResponderExcluir

1